Sejam bem vindos ao María Gabriela de Faría Brasil, a sua maior e melhor fonte de informações sobre a atriz e cantora María Gabriela no Brasil!

INFO: ENTREVISTA COM MARIA GABRIELA PARA A REVISTA ESTAMPAS

Anteriormente publicamos aqui a capa da nova edição da revista Estampas que é estampada por Maria Gabriela de Faria, diretamente da edição lançada ontem, o site oficial da revista publicou a entrevista que era destaque do lançamento, Néstor Llabanero para Maria Gabriela de Faria. Além da entrevista também foram disponibilizadas imagens do photoshoot que Maria realizou para a revista. Confira abaixo:
  
A nova María Gabriela de Faría

Completou 21 anos e nela a teoria de que as pessoas renascem a cada sete anos parece tomar força. Em 2013, se mudou de Los Ángeles à Caracas, conseguiu seu primeiro papel de protagonista adulta, que estréia no drama com Virgen De La Calle e mudou de parceiro. Agora diz ser uma mulher livre...
"Quando me disseram que eu tinha ganhado o papel de Virgen De La Calle, eu estava tentada a ir no youtube e ver os capítulos de Juana La Virgen, mas preferi não fazê-lo pois não queria viciar-me." Sua personagem também se chamará Juana Pérez. Desta vez, a atriz irá compartilhar créditos com o colombiano Juan Pablo Llano, que personificou o seu irmão na série juvenil Grachi, e Christian McGaffney no papel antagônico. 
Virgen De La Calle é uma novela escrita por Basilio Álvarez, no trabalho original que Perla Farías apresentou no ano de 2002 (RCTV). Conta a história de uma jovem que vai pela primeira vez em uma consulta ao ginecologista e ao chegar à clínica, é confundida com uma paciente que seria inseminada artificialmente. Como consequência do erro médico, a jovem que trabalha com fotografia, fica grávida sendo virgem. O drama para o protagonista masculino é que a gravidez representa sua última chance de ser pai. 

De que maneira você se sente uma mulher diferente agora que tem 21 anos?
"Esse ano tem sido um ano de mudança total. Me mudei para Los Angeles, uma cidade que fui com a ideia de estudar atuação, inglês, e melhorar o sotaque." María Gabriela se distrai com um texto que chega em seu celular. Esclarece: "É meu namorado (Christian McGaffney). Mais pra frente entraremos nessa história (risos)." Retorna: "Esse ano tocou-me mudar para meu país, deixei minha vida lá pensando que voltaria." 

O quê deixou lá?
"Minha casa, meu carro, minha cachorra e meu ex-namorado. Quando pisei em Venezuela me senti estranha, mas bem. Me vi sozinha, protagonizando uma novela e comecei a me sentir no meu lugar, um lugar que sentia falta, mas que eu não sabia." 

Quanto tempo você ficou fora da Venezuela?"
Fui morar em Bogotá com 16 anos para fazer Isa TK+ e de lá fui à Miami para fazer Grachi, e depois a Los Angeles. Ou seja, me acostumei a estar longe e se fez como um escudo. Quando me operei em Venezuela e voltei à Los Angeles, caí em uma depressão terrível, bom, digo terrível mas é que sou atriz e falo assim, exagerado. Quando voltei para Los Angeles senti como se estivesse faltando alguma coisa e só queria dormir. Vim pra Venezuela e aqui estou como um peixe na água. Sinto que sou outra pessoa, mais segura. Se antes eu não dava a mínima para o que as pessoas pensavam de mim, agora eu me importo menos." 

E aos 14 anos, que tipo de jovem você era?"
Aos 14 era mais do que sou agora. Era mais livre e experimentada. E, diga-me porque sinto que estou em uma terapia (risos). Eu gosto desta análise." 

Onde você acha que o seu encanto reside?"
Eu não o pensei... Eu acho que sou uma garota natural. Ao contrário de outras pessoas que trabalham no meio, não estou pendente à minha imagem e eu acho que pode ser interessante para as pessoas." 

Você vê diferença em chamar-lhe virgem da rua que virgem de rua?
"Acho que não, mas, felizmente, o projeto é chamado Virgen de la calle. É menos rosa do que a versão anterior e ela passa na rua como é a vida das mulheres de hoje." 

Quando você olha para o que você fez em Isa TKM e Grachi, que conclusão artística você tira de si?
"Eu iria muito mal. São personagens que gostei, mas não requerem muita preparação, tudo era exagerado e não quero construir sobre estes personagens para obter uma definição da minha vida artística." 

Sério?
"Bem, eles me levaram a ser o que eu sou agora. Isa TKM me tirou de Venezuela e com Grachi cheguei aos Estados Unidos."  Em seguida, ela para e revisa: "Há mais. Eu comecei a cantar por esses personagens. Fizemos um musical de Grachi e chegamos 10 vezes ao teatro Gran Rex de Argentina. Foi incrível. Trabalhar com Nickelodeon me tirou da bolha. 

Você vê que quem procura, acha?
"Eu não sei se artisticamente, mas pessoalmente me encheu muito fazer esses trabalhos." 

O que você acha do destino das estrelas da Disney?
"A indústria dos EUA é diferente daqui. Lá os artistas deixam de ter vida própria e isso é pesado. Acredito que depois de sair das quatro paredes do estúdio ficam loucos, é natural, ficam tocados." 

Você faz parecer como os cachorrinhos, que, acostumados a estar trancados, saem e são atropelados...
"Mas é assim (não para de rir). Quando se vêem livres e com tanto dinheiro é normal que perguntem o quê fazer com sua liberdade. Eu não as julgo. 

Qual deles você acha que é mais perdido?
"Perdido? A verdade é que não sei pois não sigo as pessoas e nem ando stalkeando. Ouvi falar de meninas que colidem e se drogam, estão sempre na reabilitação." 

Você já gerou algum tipo de compromisso ser estrela juvenil?
"Igual agora é um compromisso. Lembro-me que fazíamos oficinas antes de começar as produções, nos mostrou como lidar com a imprensa, como cuidar da imagem para as crianças e isso é bom se você sabe como lidar com isso. Eu nunca fui uma louca. Eu gosto de enviar mensagens. Me preocupo com os animais, por isso ando em campanhas de adoção e promovendo o bom trato com eles." 

Você tem animais de estimação?
"Sim, eu tenho uma pitbull colombiana em Los Angeles que eu salvei." 

Qual seria o seu lado primitivo?
"Não consigo pensar em muitas coisas que eu não sei se devo dizer-las (pausa para rir). Meu lado primitivo ou menos domesticado creio que pode ser o sexual. Aí sou super primitiva e super salvagem. É tudo. E depois desse comentário: 'Olá a todos meus fãs de Nickelodeon' (risos)". 

Que lugar ocupa as expectativas do público sobre suas relações?
"Estamos chegando ao tema (risos). Isso que você me pergunta está acontecendo comigo. As crianças se apaixonaram por minha outra relação que foi muito conhecida. Não diferenciavam que María Gabriela e Peche eram outras pessoas que passavam por coisas além de seus personagens; de modo que quando acabou foi um drama e permanece sendo." 

Como você encara isso?
"Eu não me importo com nada. São crianças e em algum momento eles vão crescer e entender. Não me afeta se estão sofrendo ou se parece terrível, porque minha vida privada é minha vida privada. Eu me conformo em fazer o trabalho e que as pessoas gostem, isso que deve importar para o público. 

No instagram sentem falta de você com Peche...
"Acho que é legal que tenham a sua própria opinião." 

Você preferia que comemorassem seu novo relacionamento?
"Para mim o que me importa é o que pensamos Christian e eu, meus pais, meu irmão, e todos eles estão felizes." 

Estão felizes com seu novo parceiro ou com o término da antiga relação?
"Eu não vou mentir em nada (risos). Estão contentes com as duas coisas. Notaram a mudança em mim desde que terminei essa relação, sentem que sou outra pessoa. É muito louco tudo isso. Eles gostam de Christian." 

Como houve sua magia com McGaffney?
"Quando ele entrou no canal, uma voz interna me falou 'Oh, oh' e pensei que estava imaginando coisas." 

E depois?
"Então nós fizemos uma cena juntos e nos damos muito bem, além de que me pareceu inteligentíssimo. Conversamos horas seguidas porque tivemos que esperar, e outro dia, já incorporamos como parte do elenco, saímos com todos os companheiros atores e os produtores e eu senti uma queda, mas uma paixão instantânea, não sei se ele sentiu, mas eu sim, e na semana estávamos saindo e todos sabiam disso e agora estamos perdidos no amor." 

Já havia terminado com Peche?
"Sim. Este novo relacionamento aconteceu muito rápido e natural. Penso em como passou e não sei como dizer. A gente só opina que foi muito rápido, e é verdade." 

Vocês se chamam de uma maneira especial?
"Não. Bom, nós dizemos baby, mas é assim que dizemos a todos na novela. Agora que você mencionou, não temos uma palavra." 

Enquanto aguardava o início da gravação, María Gabriela decidiu se maquiae. Apenas aplicou a base corretiva e um contra olheiras. Em seguida, projeta o tempo em que precisa de algo mais do que isso. "Algumas operações lhes parecem terríveis, mas eu faria, se necessário. Pois agora eu não penso em Botox nem nada que pareça." 

Você gosta dos resultados das operações nos seus colegas de elenco?
"Pelo menos já sei a qual delas pedir o número do cirurgião e qual não." 

Outra curiosidade: Será que a guitarra cor de vermelho dragão que presenteou a Peche?
"Não sei. Não sei. Não sei." 

Última curiosidade: Você irá se casar com McGaffney?
"Lhe digo agora, 11:20 horas da manhã desse primeiro dia de outubro de 2013, que eu morro para casar-me com Christian McGaffney. Estou muito apaixonada por Christian McGaffney. De onde você tirou essa pergunta? Aos 28 anos, quando acontecer outro ciclo de renovação como disse no início, quero que em minha vida se mantenha muitas pessoas: minha família, minha produtora Altair Castro e Christian McGaffney". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário